Preparação Mental

“Se você não sabe quem você é, o mercado é um lugar muito caro para descobrir”.

Existem três elementos básicos envolvidos nas operações bem sucedidas. O primeiro envolve dominar os mercados, o segundo envolve gerir o seu dinheiro, e o terceiro envolve autocontrole. A maioria dos investidores concentra-se totalmente sobre o primeiro elemento. Esta exclusão dos outros dois elementos é a principal razão para a alta taxa de falhas entre os investidores iniciantes. No sentido de ser bem sucedido ao longo do tempo nos mercado, você precisará dominar todos os três.

Enquanto investidores experientes geralmente consideram a psicologia da operação importante, se não crítica, investidores iniciantes geralmente a consideram de pouco interesse ou valor. Muitos profissionais acreditam mesmo que é o lado mental e emocional da operação que é a perdição de quase todos os investidores.

Muitas das qualidades que poderão auxiliar uma pessoa em outras partes da sua vida podem machucá-lo num campanha operacional. Por exemplo, o ego pode fazer de você um bom vendedor, mas lhe arruinará nos mercados. O tempo pode ajudar a se recuperar de um desastre amoroso, mas lhe matará se você estiver comprado em 5.000 ações da Petrobrás e ela estiver caindo 1 real por dia.

Por condensar e concentrar sua experiência emocional, o mercado amplifica nossa experiência desse modo botando para fora o melhor e o pior de todos nós. Aprender a superar problemas psicológicos nos tornará não apenas melhor e mais bem sucedido investidor, mas nos ajudará em outras facetas da nossa vida também.

Alguns dos poucos afortunados eventualmente descobrirão em algum ponto que uma das chaves reais em obter lucros consistentes não reside em predizer mercado mas em conhecer e controlar a si mesmo.

Infelizmente, a maioria daqueles que precisam explorar a psicologia das operações usualmente são aqueles que não podem ser incomodados por ela. Normalmente está “muito ocupado” ou “irá olhar para ela mais tarde”. A resposta verdadeira, entretanto, é que na maioria das vezes simplesmente não queiram enfrentar a resposta.

Operar pode apresentar problemas específicos porque a alavancagem envolvida tende a ampliar o problema psicológico que surge. Por exemplo, existem muitas pessoas que consideram perdas inaceitáveis, de modo que evitam ter de tomar uma decisão que poderia implicar em encerrar uma operação com prejuízo (talvez você possa se lembrar de em algum momento ter passado por esta situação). Eles ESPERAM que o mercado volte e a perda será evitada. Como resultado, o prejuízo continua a crescer até que o investidor é FORÇADO a desistir. Algumas dessas situações podem ser inicialmente evitadas, mas eventualmente o hábito atinge este tipo de investidor. E quando o faz, o impacto de forçar uma grande perda sobre o investidor médio que não pode aceitar nem mesmo uma perda menor é psicologicamente devastadora!

Desde que a nossa sociedade premia o vencedor, pode ser muito difícil trabalhar com perdas. No entanto, o investidor bem sucedido aprendeu ao longo do caminho que o segredo do sucesso é encarar as PERDAS COMO ALGO NORMAL! Ele irá, de fato, ver a experiência mais como educacional do que como um aspecto negativo. Ou ficará satisfeito que o prejuízo tenha sido assumido porque ele sabe que algumas pequenas perdas fazem parte do jogo, caso contrário teriam se transformado em perdas grandes e incontroláveis.

ENTÃO, O PROCESSO INTEIRO DE ASSUMIR RÁPIDAS, PEQUENAS E DISCIPLINADAS PERDAS É VISTO PELO INVESTIDOR BEM SUCEDIDO COMO SENDO NECESSÁRIO E POSITIVO PARA ELE ATRAVÉS DO TEMPO PRESERVAR MELHOR O SEU CAPITAL.

Para a maioria dos investidores, trabalhar com lucros pode ser igualmente difícil. O que acontece se alguém vende muito cedo e o preço SEGUE subindo? O que acontece se alguém NÃO vende e o preço volta para BAIXO? Ou se um estope é colocado e descoberto pelos especialistas que depois revertem a direção e levam os preços de volta para cima. Que posições deveriam ser mantidas e quais deveriam ser liquidadas? E assim por diante. Imagine-se como um comerciante que tem dois produtos. No final do primeiro mês, um dos produtos se esgotou e o outro não vendeu. Você vai querer repor o estoque do produto que vendeu, certo? De fato, faria sentido realizar um prejuízo vendendo o segundo produto com desconto no sentido de aumentar o seu caixa para comprar mais do primeiro, Se esta é a reação natural, então porque as pessoas invertem este processo quando operam no mercado e vendem com pequenos lucros enquanto mantém as que dão prejuízo?

A FALHA, QUERIDO BRUTUS,
NÃO ESTÁ EM NOSSO SISTEMA,
MAS EM NÓS MESMOS
QUE SOMOS PERDEDORES.

William Shakespeare

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://marcionoronha.com.br/wp-content/uploads/2018/12/premium_bg.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 550px;}